Imagens Vectoriais e Bitmaps explicadas

Vector ou Bitmap? Descubra as diferenças e quando utilizar cada tipo de imagem.

Vectores ou “Curvas”

Vamos começar com as famosas imagens vectoriais. Criadas por software como Adobe Illustrator ou o Corel Draw são imagens compostas por linhas e curvas anexadas a pontos (nodes). Cada linha é definida por uma formula matemática, os vectores. Devido às suas propriedades matemáticas as imagens vectoriais podem ser aumentadas ou diminuídas mantendo toda a qualidade original.

As imagens vectoriais são utilizadas para diversos trabalhos que necessitem de flexibilidade de utilização, por exemplo Tipos de Letra, Logótipos, e Mascotes. Este tipo de imagem normalmente não utilizam cores de fundo o que significa que o que for colocado por “baixo” da imagem será visível através das zonas vazias, isto permite uma maior flexibilidade na utilização.

Os tipos de ficheiro mais comuns de vectores são os .EPS (Encapsuled Post Scrip), .AI (Adobe Ilustrator), .CDR (Corel Draw).

Rasters ou “Bitmaps”

As imagens de Raster são normalmente chamadas de Bitmaps (originalmente um Bitmap era um mapa de bits de uma só cor). São criadas e trabalhadas por software como o Adobe Photoshop, Paint, Corel Photo Paint, Gimp. Uma imagem raster utiliza uma grelha (semelhante a uma folha de papel milimétrico ou quadriculado) onde os quadrados são chamados de pixeis, cada pixel tem associado uma cor e uma localização. Vistas de perto, as imagens raster são como mosaicos coloridos. Os rasters e bitmaps não podem ser aumentados arbitrariamente pois sendo compostos por quadrados (pixeis) ao aumentar a imagem estamos a aumentar esses quadrados tornando a imagem “pixelizada” ou desfocada.

São utilizadas em fotografias (a sua máquina fotográfica digital cria imagens raster), gráficos online, composições fotográficas, etc. Sendo compostas por pixeis com localização definida não requerem normalmente nenhum programa específico para serem visualizadas (ao contrário dos vectores) o que as torna indicadas para distribuição comum.

Por fim as imagens raster e bitmaps podem ter diversas resoluções, isto é, diferentes densidades de pixeis por unidade de medida (normalmente a polegada); imagine uma folha quadriculada normal e um papel milimétrico com quadrados mais pequenos, este ultimo conta com uma resolução muito superior. Para impressão é utilizado maioritariamente uma resolução de 300dpi (dots per inch), para utilização no ecrã/online são utilizados 72dpi.

Como tipos de ficheiro o mais comum é o .JPG (Compresão Lossy) que pode ter até 12 níveis de compressão reduzindo o tamanho e a qualidade da imagem, é utilizado especialmente em fotografias; .PNG (Portable Network Graphics, Lossless) é um formato que permite transparências à semelhança dos vectores (mas não é vectorial) e que comprime a imagem sem perdas de qualidade, é utilizado em gráficos com manchas de cor única como logotipos por ex.; ainda temos os .GIF (imagens animadas por ex.), TIFF (Boa qualidade de impressão), os .BMP (Ficheiros de Bitmaps) entre outros proprietários como o .PSD do Adobe Photoshop.